uma carta pessoal sobre assunto: Documentario sobre Paulo Singer.

Desculpe entrar um pouco na minha nao demais renomada biografia. Ja me acostumei aos esquecimentos e de forma alguma os levo a mal.  Shazan escreveu um livro,citou dezenas de chaverim-etc… e nao me incluiu.

Afinal de contas eu so fui membro do Machon Madrichim Chutz LaAretz,Mazkir do snif Sao Paulo, Chaver da Hanaga, Mazkir da Hanaga,Eletricista de Bror Chail (unico trabalho serio !!! ), Sgan Mazkir da Tnua Dror Habonim Olamit,Mazkir de Bror Chail,Membro da direcao da Deco e atualmente EX KIBUTZNIK.

Todo este periodo que menciono foi para mim uma MARAVILHA e nao me arrependo de nem um segundo.Talvez o unico arrependimento e que eu nao disse bastante boas palavras e elogios a pessoas que merecem e talvez nao disse alguns desaforos a alguns inuteis………………………………

Quando lembrei ao Shazan minha modesta existencia-ele lamentou e me incluiu na traducao. Fiquei contente-assim entro na

Historia (sem ironia-fiquei contente ! ).

Desculpe a disgrecao… volto ao PAULO !    Paulo Singer e eu (tambem o primo Oswaldo Wolff) eramos membros da Avanhandava (escoteiros) e depois formamos o grupo Achdut(jovens judeus,rapazes e mocas,procurando alguma definicao e tambem atividades sociais. Neste grupo Achdut fomos captados pelo Dov que conseguiu trazer a maioria ao movimento. Mira

(futuramente Perlov) fazia parte do grupo.

 

Fato e que o Paulo e eu nos tornamos amigos intimos. Durante nossa militancia no Dror iamos a pe do Bom Retiro ate nossas casas:ele em Jabaquara e eu em Vila Mariana. Era na mesma direcao e no fim eu o acompanhava ate Jabaquara e entao ele voltava comiga ate meio caminho. !!!   Conversas sobre o Mundo,ideologia,Dror,arte,etc… Aprendi muito com o Paulo.Sua capacidade didatica era incrivel.   Isto durante um ou dois anos ate eu ir ao Machon Madrichim.Mais tarde aumentou minha relacao e grande amizade com o Ervin,mas a amizade com o Paulo era mais antiga e forte.

 

Quando voltei do Machon Paulo ja tinha amadurecido a ideia de fazer a revolucao no Brasiul sem necessidade de Alia. No fim de contas nos eramos muito mais Socialistas do que Zionistas. Nao ha duvida que se voce me dissesse que nao tem mais Kibutz-eu nao iria em Alia……….

 

Quando voltei do Machon Paulo me contou seus pensamentos. Eu logo em seguida passei uma operacao de Hernia (trabalho no “Assam Tvuot” do Kibutz Geva,levantando pesos).      Para o movimento era URGENTE terminar o assunto ideologico do pensamento de Paulo Singer. Necessario uma reuniao especial da lideranca para ele apressentar sua tese. E ai Paulo exigiu minha presenca===resultado a TAL reuniao-muito importante e fundamental-foi no meu quarto de doente. Os chaverim se sentaram no chao,nas cadeiras,nas mesa,NA CAMA,etc…enorme bagunca (pobre da minha mae que so abriu a porta para oferecer uma bebida…e fugiu como se tivesse visto inferno de Dante).Tambem muitos fumavam violentamente.

Resultado da reuniao e conhecido, so o Paulo e Victo W. se afastaram. Acho que Gabriel Bolafi mais tarde tambem.

A vida nos separou . Algumas vezes durante minhas visitas ao Brasil nos encontramos,mas evitamos discutir sobre Israel.Preferimos manter nossa relacao e nao entrar neste terreno dificil………….

Jochanan

Divulgue a mensagem

Deixe um comentário