Nome
Vittorio
Sobrenome
Corinaldi
Chaver do Movimento Juvenil
Ichud Hanoar Hachalutzi
Biografia

       Vittorio Corinaldi nasceu em 1931 em Milão, Itália. Em 1939, pouco após a promulgação da legislação antissemita pelo regime fascista de Mussolini, sua família viu-se obrigada a abandonar a terra natal para emigrar ao Brasil.

       Vittorio fez a maior parte de seus estudos no Brasil. Ele estudou na faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, na qual se formou em 1954. Ao fim da Segunda Guerra Mundial, quando foram divulgadas as atrocidades do Holocausto e suas consequências, Vittorio, como muitos jovens judeus, decidiu ingressar no movimento juvenil sionista-socialista Dror para participar do processo que incidiu na fundação do Estado de Israel.

 

       Em 1955, ele fez aliá com seus companheiros e se estabeleceu no Kibutz Bror Chail, onde viveu durante quarenta anos. Desde o início, Vittorio trabalhou no Departamento de Planejamento do Movimento Kibutziano, tendo sido arquiteto-chefe por dez anos. Ele foi responsável por inúmeros projetos do universo kibutziano, tais como: habitação, educação, esporte, edifícios públicos, urbanismo e planejamento regional.

       Vittorio se dedicou a divulgar os aspectos particulares do planejamento e arquitetura dos kibutzim, enfatizando o caráter único dessa arquitetura e do seu lugar no contexto cultural israelense mais amplo. Ele o fez através de artigos publicados em Israel e no exterior bem como em palestras ministradas a profissionais e para o público em geral.

       Sua atividade profissional deu origem a uma visão particular sobre a vida coletiva no Kibutz que ele concebeu como expressão moderna do espírito judaico humanista.

       Com o passar do tempo e as mudanças que se processaram no Kibutz, Vittorio relutou em aceitar as tendências da privatização que incorreram na completa transformação da estrutura da comunidade kibutziana. Sendo assim, ele decidiu abandonar o Kibutz e, junto com sua esposa Jaffa, foram viver em Tel Aviv.

As memórias de Vittorio da época do Dror fazem parte do livro Fragmentos de Memória, e nos últimos anos, ele tem se dedicado a escrever artigos que foram publicados na Revista Devarim da Associação Religiosa Israelita do RJ e no site do Instituto Brasil-Israel (IBI).

       Em 2019, Vittorio publicou, através da Associação Dror, ontem e hoje, um livro de caricaturas do kibutz intitulado Ironias do Destino.  

Ativo em:
São Paulo
Ano de preparação pré aliá
1955
Ano de aliá
1956
Chaver Kibutz
Bror Chail
De:
1956
Até
1996
País de Residencia
Israel
This the default user group. All existing registered users are automatically assigned this group. Groups can be modified or deleted by the admin.
Brasileiros Oriundos de Movimentos Juvenis que depois da Aliá contribuiram à Sociedade Israelense em seu campo de atividade
1 semana atrás Sem comentários

Acabo de ouvir, em transmissão pelo You-Tube (https.//youtu.be/kvWDAMzBhT4) uma longa entrevista com a prestigiada historiadora e antropóloga brasileira Lilia Schwarcz. A entrevista toca em assuntos de relevância para a realidade brasileira, mas que se projetam também sobre o panorama global, com especial agudez despertada pelas condições criadas pela epidemía de Corona. A entrevista percorre com … Ler mais Movimento – Qual Direção?

JOVENS – 70 ANOS DEPOIS 
2 anos atrás 1 comentário

     Israel comemora 70 anos de sua fundação. A ocasião desperta inúmeras justificadas manifestações de orgulho e regozijo, ao lado de gestos de exagerado teor “patriótico” e nacionalista,      A orientação de direita que há anos dirige os destinos do país faz com que se ponha mais enfase nas conquistas econômicas e científicas, no poderío … Ler mais JOVENS – 70 ANOS DEPOIS 

Vittorio Corinaldi ainda não tem nenhum amigo.
Divulgue a mensagem