Convite-webinar

Inovação em Israel : Kibutz Urbano     Kibutz Urbano?           ENTREVISTADORA:Daniela Kresch  Jornalista e correspondente em Israel Richard SihelNasceu em São Paulo em 1992, fez aliá pelo Habonim Dror em 2018. Vive em Jerusalém, é educador no Machon Lemadrichim e guia no Yad Vashem.  Felipe Kaufman GorodovitsNasceu no Rio de Janeiro em 1995, fez aliá pelo … Read more

O poste

  Nesta foto onde se encontram chaverim do 6º. Garin na Hachshará, pode-se notar no fundo um poste em forma de cruz. Porque ele está lá ? Segue a história: A rede elétrica da fazenda era muito simples, mas não chegava a todos os lugares. Então, eu com mais um chaver (o Buki, Bernardo Weintraub … Read more

Acesso ao arquivo digitalizado do Dror Habonim

Chaverim, Conseguimos concluir nosso projeto de digitalização da documentação do Dror/Ichud Habonim que está armazenado do Centro de Memória do Museu Judaico. Nesta fase foram digitalizados 27 mil páginas de documentos, tais como : tochniot hadracha, itonim, atas de reuniões, e muito mais. Contratamos jovens do movimento para realizar este trabalho, cuja remuneração está sendo … Read more

solicitacao de ajuda a projeto de antologia de cartas pessoais

Tzur Hadassa, 30.1.2019 Caros chaverim, Escrevo-lhes para solicitar ajuda para um novo projeto editorial que pretendo desenvolver dentro do processo de divulgação da história e cultura sionista-socialista DROR. Esse processo começou em 1956 com o livro Bror Chail – História do Movimento e do Kibutz brasileiros de Sigue Friesel. À continuação, no ano 2000, Carla … Read more

JOVENS – 70 ANOS DEPOIS 

     Israel comemora 70 anos de sua fundação. A ocasião desperta inúmeras justificadas manifestações de orgulho e regozijo, ao lado de gestos de exagerado teor “patriótico” e nacionalista,      A orientação de direita que há anos dirige os destinos do país faz com que se ponha mais enfase nas conquistas econômicas e científicas, no poderío … Read more

Habonim na decada de 70 (em hebraico, Por Kurt Kaufman)

אכן סיפור של תקופה מאוד חשובה ותוססת של תנועת הבונים דרור בברזיל לא מסופר ולא מופיע בשום מקום או מסמך . באמצע שנות ה-70 , יותר נכון, בשנת 1976 מגיעה לארץ לתוכנית “שנת הכשרה” ומכון למדריכי חוץ לארץ, הקבוצה הראשונה לאחר הפסקה ארוכה שלא נשלחו חברי התנועה למכון למדריכים . הקבוצה הייתה מורכבת ממיטב המנהיגים … Read more

TARAMTAMTAM

Quando chegamos em Bror Chail, em Junho de 1956, o país ainda estava sob o regime de AUSTERIDADE (TZENA). Era um regime instituido pelo Ministro Dov Yosef, de racionamento de mantimentos, devido às poucas capacidades produtivas do país, e fracas reservas monetárias para custear importação de alimentos, aliadas ao crescimento rápido da população nos primeiros … Read more

FATOS E NOMES

Com a queda da ditadura no Brasil, em 1945, eu junto com o Alberto (Abrão) Dines, Albert (Abrão) Shatovsky e Simão Barac participamos do “Jornal de Juventude” o qual distribuíamos gratis nas ruas do Rio de Janeiro. Certa vez apareceu no titular da página principal do jornal fascista ”Brasil-Portugal” a notícia :”Judeus  e comunistas dirigem o … Read more

A METRALHADORA E OS “FEDAYUN”

Chegamos em Bror Chail em fim de Junho de 1956, no auge do verão israelense. A época era um período tenso da segurança nacional; grupos de infiltradores árabes, chamados “Fedayun”, provenientes da Faixa de Gaza rodavam por várias regiões do pais. Bror Chail era considerado Kibutz fronteiriço, situado a 7 kilômetros da Faixa de Gaza. … Read more

SEU YOSHIDA E OS MORANGOS

No Kibutz Hachshará Ein Dorot vivia uma família japonesa, numa moradia existente na entrada original do Kibutz, onde havia a placa “FAZENDA DO DROR “. A família se ocupava com a agricultura, e Seu Yoshida ensinava aos chaverim como fazer os cultivos. Ele trabalhava uma parte dos terrenos, que lhe foi cedido ao lado dos … Read more

FOI O SENHOR !!!

  Na “HAFLAGÁ DA LAPA “, em Maio de 1950, decidiu-se que os chaverim abandonariam os seus estudos superiores em prol da dedicação integral no     Movimento. Alem disso, houve  a orientação da profissionalização de quem já estava na faixa etária adequada, ou seja, chaverim estudariam profissão e/ou  iriam trabalhar como operários. Os Snifim começaram a … Read more

O QUEIJO

Isto deve ter se passado em algum Outono ou Primavera (1952 ou 1953) no Rio de Janeiro; porquê ? Porque chove menos e faz menos calor do que no Verão. Então,aí vai: Alguns chaverim de algumas kvutzot, uns 12-14, resolveram se juntar e sair para um Tiul Leili (Passeio Noturno) pelos arredores; decidiu-se que seria … Read more

O CORAL

Estávamos no ano de 1954. Israel tinha completado 6 anos. O ishuv, na sua maior parte, se identificava com Israel, com o Sionismo (teórico, não o realizador), contribuia nas campanhas, participava nos eventos (Festa de Bikurim do Keren Kayemet, Shoshana Damari no Teatro Municipal), e outros. Os Movimentos Juvenís floresciam – o Dror, Hashomer Hatzair, … Read more

As galinhas, o farelinho e as pombas

Em Dezembro de 1955, Sara e eu entramos na Hachshará, 3 semanas depois do nosso casamento. O primeiro grupo do sexto Garin já tinha feito Aliá em Outubro, e a Aliá do segundo grupo, incluindo nós 2, estava programada para Outubro próximo. Como eu era, na época, a única pessoa com Carta de Habilitação para … Read more